domingo, 30 de novembro de 2008

Gabi por ela mesma!


Tudo mundo tem algum estímulo pra viver! Uma razão pela qual se sente feliz.
Digo que a minha felicidade está em conviver com pessoas que me fazem bem e feliz.
Amar a família e os amigos considero como uma das minhas principais características, na verdade considero como minha melhor qualidade, pois é a que mais me faz bem.
Muitas pessoas passam por nossas vidas, algumas apenas passam, outras permanecem por algum tempo, e têm aquelas que ficam para sempre. E quando digo que ficam não me refiro apenas àquelas que estão perto; presente todos os dias, mas principalmente aquelas que ficam ligadas a nós por qualquer outra forma.
Descobri que a amizade é algo muito mais profundo do que a convivência, do que a presença. Descobri que ela precisa necessariamente nascer de duas ou mais cabeças que completam pensamentos, que conservam a afinidade.
Na verdade, nos últimos tempos venho descobrindo muita coisa sobre mim mesma, como por exemplo, que escrever me tira um “peso”, me lava a alma. Talvez seja um bloqueio de DIZER o que eu sinto, aí escrevo. Não porque eu tenha vergonha, isso não! Talvez porque as palavras saião melhor das minhas mãos.
E às vezes me sinto assim, com vontade de “dizer” pra alguém ler.
Na verdade estou aqui pra falar sobre pessoas importantes para a Gabi que descobri a pouco tempo.... Pessoas amigas!
Pessoas que hoje são tão importantes pra mim, tão necessárias! Não, eu não preciso delas pra viver, isso seria na verdade um peso. Eu preciso delas pra me sentir feliz, já que é a verdadeira amizade que melhor compõe a minha personalidade.
Mais especificamente estou falando de duas pessoas com as quais convivo, e que me fizeram admirá-las muito. Cada uma com suas características, porém igualmente especiais pra mim.
Uma explosiva, que não mede as palavras que diz, muito menos pra quem diz. Mas que por trás de toda essa aparência resistente demais, dura demais, existe alguém que quando se preocupa, quando cuida, quando ama, é de verdade. Minha pretinha que tanto me diverte, me faz rir e exercitar minha paciência, rs .... e que amo demais!
E uma outra, geminiana como eu, que é tão doce, delicada e rígida ao mesmo tempo. Um alguém que sabe dosar as emoções como eu nunca vi antes. Que sabe dizer a palavra certa, na hora certa, e pra cada pessoa de um jeito, do jeito que sabe que cada um vai absorver. Me ensinou tanta coisa! Até costumo dizer que ela tem 100 anos em corpinho de 20. Minha loira, meu manual!... que tanto, tanto amo!
A essas pessoas devo a nova fase da minha vida, que mudou pra muito melhor. Mas sei que só tive forças porque tive apoio!
Já ouvi dizer que quatro anos não é uma vida. Mas quatro anos pode ser só o começo dela! E eu aposto que essa AMIZADE é daquelas que ficam pra sempre. Não sei se pra sempre presente, mas pra sempre dentro de mim, dentro de nós.
E essa sou eu....

Gabriela Vieira Ganzauskas.

2 comentários:

Thaís disse...

MEU AMORES, MINHA FAMILIA!
:~)
sem palavras Gabi, vc me emocionou demais nega.

Pamela Felício disse...

Que LINDAA *-*
Obrigada por ter entrado na minha vida!!
AMO cada dia mais (L)~